segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Aos Coordenadores da Caminhada 2009/2010

video
“Foi o tempo que perdeste com a tua rosa que a fez tão importante.”
(Antoine de Saint Exupère em O Pequeno Príncipe)
O que leva essa juventude a dedicar tanto de si ao próximo? O que motiva a entrega de tantos de seus dias para o preparo de reuniões, retiros de formação, encontros...?
No início, havia muitas rosas. Todas elas eram iguais diante de nossos olhos. Cada um ficou responsável por um jardim. Aquelas rosas, então, foram deixando pouco a pouco de ser rosas iguais a cem mil outras rosas espalhadas pelo mundo. Elas passaram a ser as nossas rosas.
Nossas maiores responsabilidades eram cuidar, proteger, amar e deixar um pouco de nós em nossas rosas, porque elas passaram a ser únicas para nós. Juntos, enfrentamos tempestades, fortes ventanias, mas a luz do Espírito Santo sempre esteve a iluminar o nosso jardim, tornando-o cada vez mais forte e belo.
Para manter o nosso jardim vivo, foram necessárias horas de dedicação em reuniões, retiros, encontros... Foi necessário abrir mão de um pouco de nós mesmos para dar espaço à nossa grande responsabilidade de catequistas: a de cativar cada coração que Deus, na Sua infinita grandeza, nos enviou como missão.
E essa tarefa certamente não foi a mais fácil de nossas vidas, porém, para quem se entregou verdadeiramente, esta foi, sem sombra de dúvidas, uma das experiências mais prazerosas pela qual se pôde passar, afinal, é o tempo que se perde com as rosas que as torna tão importantes.
E agora pode surgir a pergunta: será que tanta dedicação valeu a pena? Foram dois anos de caminhada, de formação e, sobretudo, de aprendizado. Como cristãos, somos eternos aprendizes. Não existe quem sempre saiba de tudo, quem sempre esteja preparado, quem sempre tenha respostas prontas. O verdadeiro cristão é humilde, e sabe que precisa da ajuda e das palavras dos irmãos, não é autossuficiente, porque sozinho nunca se chega a lugar nenhum: é necessário ter Deus no centro de nossas vidas, afinal, Ele é nossa perna, nosso braço e nosso coração.
Neste retiro, nossos crismandos viveram momentos que marcarão suas vidas para sempre. O dia da CONFIRMAÇÃO deles está muito próximo. Somos frutos de um SIM que foi dado há um tempo atrás. Que sigamos aqui o exemplo de Maria, usando os nossos crismandos para dar o nosso SIM a Deus.
Como catequistas, ajudamos e contamos com a ajuda uns dos outros para trabalhar durante estes três dias de retiro para que nosso jardim florescesse muito mais lindo do que em qualquer outro dia.
 “Cada pessoa que passa em nossas vidas não nos deixa sós, porque deixa um pouco de si e leva um pouco de nós.” (Charles Chaplin)
Lembrem-se de que sua essência foi espalhada pelos corações de cada crismando e de cada catequista com quem você pôde compartilhar ao longo desses dois anos de caminhada a experiência do servir. Que possamos doar o que de melhor há em nossos corações afim de que os momentos que  todos viverem daqui até o dia da celebração sejam inesquecíveis.

[Texto (adaptado) e vídeo usados no momento preparado pela Equipe Tudo Junto e Misturado - BLOG da Crisma - para motivar a coordenação na noite de sexta-feira no Convento Ipuarana - preparação do retiro]

Um comentário:

  1. Não tem palavras quem possam expressar cada momento que passo cuidando da minha rosa. Ela hoje me enche de prazer e alegria, me fazendo feliz por fazer parte dessa família CRISMA CATEDRAL. Meus domingos não seriam mais os mesmos sem dar uma abraço quem cada um, sem ouvir a palavra de cada um , sem rir com vcs. Servir a DEUS vendo que estamos fazendo a diferença na vida de muitas outras pessoas me faz realmente percerber que as pessoas simplesmente se importam com vc.

    Mariana Luna

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós xD